Palmadas só pioram o comportamento da criança.

- 07:31:00

Palmadas só pioram o comportamento 
da criança.

Os pais acabam perdendo o controle e a criança leva palmadas por mau comportamento. Mas será que o ato é capaz de melhorar o comportamento?

De acordo com um estudo realizado na Universidade do Texas em Austin em parceria com a Universidade da Virginia, publicado na revista da Associação para Psicologia da Ciência (EUA), as crianças que apanharam de seus pais aos 5 anos têm mais problemas de comportamento aos 6 e aos 8.

Para chegar a esse tipo de conclusão, os especialistas analisaram dados de aproximadamente 12 mil crianças que participaram de um estudo longitudinal sobre primeira infância nos Estados Unidos.

Aos pais foram perguntados se quando as crianças tinham 5 anos, a frequência de palmadas que o pequeno levou na última semana (se é que tinham apanhado). Além disso, o estudo levou em consideração outros dados como idade, gênero, saúde e problemas de comportamento, status socioeconômico e tamanho da residência, assim como os conflitos familiares.

Depois, foram analisadas as avaliações escolares dessas mesmas crianças aos 5, 6 e 8 anos, onde os professores responderam com que frequência os alunos brigavam, argumentavam, ficavam bravos, agiam impulsivamente e perturbavam as atividades em classe.



Em comparação com aquelas que nunca apanharam, as crianças que levaram palmadas apresentaram piora no comportamento à medida que cresciam.

“Nossas descobertas revelam que bater não é um método eficiente e, na verdade, faz com que a atitude das crianças piore em vez de melhorar”, afirma a pesquisadora Elizabeth T. Gershoff, da Universidade do Texas em Austin, uma das autoras da pesquisa e autoridade mundial nesse assunto.



Outros estudos apontam também para as consequências que as palmadas causam para as crianças quando mais velho.

É claro que você precisa impor limites para as crianças e tem que tomar atitudes quando estes pequenos tomam más atitudes de comportamento ou birra.



O que os especialistas indicam é tentar colocar limites claros antes da punição, para que a criança tome consciência dos atos e consequências. Quando este limite for ultrapassado, é preciso ter conversa para mostrar a consequência daquilo.

Quando os pais partem para a agressão física como medida de punição demonstra que estes perderam o controle e o ato é a única forma de manter a autoridade. Até porque muitos acabam se arrependendo das palmadas posteriores.

Essa atitude de punição e culpa é contraditória e negativa para os pequenos. Que, além de não entenderem direito, podem incorporar o comportamente para a sua vida e para as relações pessoais.

Fonte:paimoderno


Compartilhe com seus amigos !!!